Perseguido por Rosberg e Ferraris, Hamilton tenta repetir domínio na Espanha

  • Por Agencia EFE
  • 14/05/2015 03h47

Montmeló (Espanha), 7 mai (EFE).- O atual campeão mundial de Fórmula 1, o britânico Lewis Hamilton, chega a Montmeló disposto a repetir o domínio que impôs no Grande Prêmio da Espanha no ano passado e que vem se repetindo na atual temporada, mas neste final de semana terá mais uma vez que lidar mais uma vez com a pressão imposta por seu companheiro de equipe na Mercedes, o alemão Nico Rosberg, e pelos pilotos da Ferrari.

Após quatro corridas, Hamilton é o líder da temporada, com três vitórias 93 pontos, com Rosberg em segundo, com 66. Vettel, que foi o único na temporada a ter tirado o britânico do lugar mais alto do pódio, na China, aparece logo atrás, com 65.

Domínio parecido foi visto no Circuito da Catalunha, sede da prova deste domingo, em 2014. Na ocasião, Hamilton obteve a pole position e venceu a corrida, deixando para Vettel, na época na Red Bull, apenas a volta mais rápida.

A esperança de quem tenta desbancar o bicampeão está nas novidades que as equipes estão levando para Barcelona. Após três semanas sem corridas, os mecânicos trabalharam bastante para suprir a ausência de tempo suficiente para evoluir o carro na pré-temporada.

“Tudo depende do que as outras equipes tiverem feito porque nós podemos dar um salto, mas talvez outros podem ter dado um ainda maior, e isso seria uma má notícia. O que buscamos é dar um salto de qualidade com as melhorias de amanhã”, declarou Vettel. “Tomara que estejamos mais próximos da Mercedes, mas o que precisamos é ser mais rápidos”, completou o vencedor de todas as temporadas de 2010 a 2013.

Terceira força do campeonato até agora, a Williams vem ficando para trás das duas primeiras colocadas. Um dos pilotos da equipe, o brasileiro Felipe Massa, até vinha tentando adotar um discurso otimista, mas em entrevista coletiva nesta quinta já no Circuito da Catalunha disse não acreditar que algo vá mudar a curto prazo.

“Muitas equipes vêm trabalhando para ter novas peças no carro, e nós também, mas não sabemos em que ponto estamos em relação às outras equipes. Não acredito que as coisas mudarão completamente, mas espero que possamos ter um bom fim de semana”, comentou Massa.

Também se esperam as melhorias que podem vir a apresentar a Renault, Toro Rosso e Sauber, que até agora vêm brigando para estar na zona de pontuação, mas principalmente da Red Bull. Tetracampeã de construtores até 2013 e única a ter obtido vitórias além da Mercedes em 2014, a escuderia austríaca teve como melhores resultados neste ano os sextos lugares do australiano Daniel Ricciardo na Austrália e no Bahrein.

A prova na Catalunha acontece em um traçado muito exigente, e não há previsão de chuva para o fim de semana. A Pirelli colocará em cena os pneus médios e duros, e se espera que, assim como na temporada passada, a estratégia mais corrente seja a de duas paradas.

Como é habitual, e apesar de ser um circuito rápido, o traçado de Barcelona guarda uma relação muito direta entre o piloto que fica em primeiro no treino oficial com o que vence a corrida. Dos 24 GPs disputados, o vencedor largou na pole em 18. EFE