Tempestade “Polo” mantém estado mexicano em alerta

  • Por Agencia EFE
  • 24/09/2014 00h36

Cidade do México, 19 set (EFE).- O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do México manteve nesta sexta-feira o alerta no estado de Baja California Sur pelo avanço da tempestade tropical “Polo”, após os estragos causados pelo ciclone “Odile” nos últimos dias.

Às 22h locais (0h de Brasília), “Polo” se encontrava aproximadamente a 265 quilômetros ao oeste de Cabo Corrientes, no estado de Jalisco, e a 350 quilômetros ao sul-sudeste de Cabo San Lucas, em Baja California Sur, indicou o SMN em seu boletim mais recente.

O fenômeno, que ontem se degradou a tempestade tropical após ter ganhado força de furacão na noite de quarta-feira, registra ventos máximos sustentados de 95 km/h, sequências de até 110 km/h e deslocamento ao noroeste a 13 km/h.

De acordo com as previsões, nesta noite continuarão as chuvas intensas nas áreas de Sinaloa, Nayari e Jalisco, além de precipitações fortes nas cidades de Colima e Baja California Sur.

“Devido às condições anteriores, permanece ativa a zona de alerta por efeitos de tempestade tropical desde Santa Fé, no litoral ocidental de Baja California Sur, até La Paz, no litoral oriental de Baja California Sur, incluindo Cabo San Lucas”, detalhou o SMN.

Fontes da Defesa Civil informaram hoje que um turista que nadava no mar e dois pescadores estão desaparecidos após a passagem de “Polo” pelo litoral do balneário mexicano de Acapulco.

“Polo” foi antecedido por “Odile”, que causou os maiores danos nos últimos anos em Baja California Sur.

“Odile”, que apresentou ventos superiores a 200 km/ h, chegou na madrugada da segunda-feira passada como furacão de categoria III na área de Los Cabos, em Baja California Sur.

Os fortes ventos e as intensas chuvas provocaram a morte de pelo menos duas pessoas e o desaparecimento de outras três, e causaram fortes danos à infraestrutura urbana, assim como a hotéis e casas. EFE

msc/rsd