Texas deve realizar 11ª execução nos Estados Unidos em 2015

  • Por Agencia EFE
  • 09/04/2015 16h13

Austin (EUA.), 9 abr (EFE).- O estado do Texas deve executar nesta quinta-feira Kent Sprouse, cidadão que em 2002 matou um civil e um policial e que deve ser tornar o 11° preso a receber uma injeção letal neste ano nos Estados Unidos.

Em 6 de outubro de 2002, com uma escopeta nos ombros e sob os efeitos de drogas, Sprouse, que agora tem 42 anos, parou em posto de gasolino próximo a Dallas e matou Pedro Moreno, um homem que estava enchendo o tanque de seu veículo e que foi confundido com um policial.

O agente Harry Steinfeldt, do Departamento de Polícia de Ferro, também foi morto no tiroteio.

Embora a defesa de Sprouse tenha demonstrado, durante o julgamento, que o acusado sofria com uma doença mental, por isso que não estaria apto à pena de morte, o júri considerou que seus problemas psiquiátricos tinham como causa o abuso das drogas.

No ano passado, o Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou uma revisão do caso.

Se nada impedir, Sprouse será o 11° preso executado neste ano nos Estados Unidos e o quinto no Texas, o estado que mais aplica a pena capital.

São cinco réus executados a menos que até este período de 2014, o que demonstra as dificuldades que os estados estão enfrentando para conseguir provisões de injeções letais e cumprir com as execuções previstas.

O Texas conseguiu há apenas duas semanas as provisões necessárias para executar quatro presos durante o mês de abril, mas é incerto o que acontecerá com outros três que têm datas programadas em maio e junho.

Enquanto isso, outros estados como Oklahoma, Ohio, Flórida e Geórgia mantêm suspensas, de forma indefinida, suas execuções à espera de novas provisões ou que a Corte Suprema se pronuncie sobre o uso do midazolam, um dos sedativos que são utilizados nas injeções.

A execução de Sprouse está prevista para as 18h local (20h, em Brasília) na prisão de Huntsville (Texas). EFE