Vera Magalhães: Bolsonaro está mais perto de obter 60% dos votos válidos do que Haddad de conseguir virada

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2018 08h10
EFEBolsonaro mira o resultado acima de 60% porque é o resultado que Lula teve em 2002 e 2006

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro mira em conseguir mais de 60% dos votos válidos no segundo turno e está mais perto desse objetivo do que Fernando Haddad, que fala em virada.

Parece ter pouco tempo hábil para que o petista consiga essa virada. Nesta quarta-feira (24), Haddad comemorou ter passado Bolsonaro nas intenções de voto na capital paulista. Mas isso, a se confirmar, não é o suficiente para indicar a chance de virada.

Bolsonaro, por sua vez, está muito consolidado em algumas regiões. Ele mira o resultado acima de 60% porque é o resultado que Lula teve em 2002 e 2006. Chegar a esse patamar, daria legitimidade grande ao candidato do PSL para dar andamento ao Governo.

Isso é visto como importante por seus apoiadores e vamos ver se ele vai conseguir. Já a tentativa maior do PT é de diminuir a diferença e não obter uma derrota acachapante.

Bolsonaro será o novo na política?

Como sempre a retórica de campanha é uma coisa e a realidade é diferente. O Bolsonaro se apresentou como a antipolítica, mas a realidade faz com que ele necessite de partidos para aprovar projetos. O DEM, por exemplo, já apresenta currículos para voltar a ocupar pastas no Executivo.

A negociação passa pelo fato de que terão ministros indicados por afinidade com Jair Bolsonaro. Além de terem em comum o fato de serem colegas de Bolsonaro, os eventuais “convocados” também saíram derrotados nas eleições. O mesmo aconteceu com os governos Lula e Dilma, que chamaram os derrotados para a composição de seus governos.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: