Vera Magalhães: Discurso de Bolsonaro em Davos é aguardado com expectativa alta

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2019 07h57
EFEA maior expectativa se dá justamente em torno da reforma da Previdência

O presidente Jair Bolsonaro discursa no Fórum Econômico Mundial, em Davos, nesta terça-feira (22), às 12h30 (horário de Brasília).

Nestes primeiros dias que a imprensa brasileira já está em Davos, as conversas já aconteceram com nomes importantes do Governo e da economia mundial, e a expectativa é muito grande. As declarações já aparecem os jornais porque querem saber qual a “nova fase” do Brasil.

A maior expectativa se dá justamente em torno da reforma da previdência. Empresários do mercado lembram do retrospecto brasileiro e que querem aguardar para saber o que virá. Os jornais também dão conta de controvérsias no discursos que poderiam tornar a fala de Bolsonaro em uma colcha de retalhos.

Vamos aguardar. Certamente ele fará discursos pró-investimentos no Brasil sem viés ideológico, destravar as regras burocráticas que hoje são fator para afastar capital e não atraí-lo e também tratar da reforma da Previdência.

Mas o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, que atua como um “chanceler B”, defende que a reforma previdenciária é assunto interno.

Militares

Ainda não se tem um texto fechado sobre o assunto. O ideal era que o texto já estivesse costurado. E quando se vê declarações ainda há polêmicas muito presentes, como a questão dos militares.

Ou você deixa isso muito claro ou ficará patinando em concessões e miudezas. Se ainda não há clareza sobre temas que estão em debate há anos na sociedade é porque você não avançou no assunto. E a culpa não é de Paulo Guedes.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: