Vera Magalhães: PT quer retomar posição de líder da oposição ao Governo, mas partidos são contra

  • Por Jovem Pan
  • 24/10/2018 07h55
EFE/Joédson AlvesBancadas como a do PDT não aceitam tocar segundo a partitura petista

A organização dos partidos de esquerda no day after da eleição em segundo turno não será automática como nas últimas décadas, quando o PT dava as cartas na oposição.

O partido almeja tal posição, dizem que têm a maior bancada e que cabe a ele comandar a oposição. Mas bancadas como a do PDT não aceitam tocar segundo a partitura petista. Eles dizem que saíram das urnas fortalecidos e que sentimento com vitória de Bolsonaro é de rejeição ao petismo.

Cid Gomes já foi o mais eloquente em discurso desta forma. Eles avaliam que PT estará muito preso por conta da “lavação de roupa suja interna” e estarão na eterna discussão sobre a prisão de Lula.

E a esquerda quer se descolar disso e discutir as pautas do bolsonarismo. Devem estar neste barco o PDT, que vai tentar ter o comando da oposição, PSB, REDE, PV e PPS, pelo menos.

Confira o comentário completo de Vera Magalhães: