Votação de habeas corpus de Lula pode ficar para abril

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2018 18h10
EFE/Joédson AlvesAlternativa para evitar o adiamento é a convocação de uma sessão extra do STF por parte da Presidente Cármen Lúcia

Um impasse está próximo de acontecer no Supremo Tribunal Federal (STF): caso a sessão de análise de habeas corpus do ex-presidente Lula seja interrompida sem a análise do mérito nesta quinta-feira (22), a decisão deve ficar para depois do feriado da Páscoa, uma vez que a próxima sessão do plenário está marcada para o dia 4 de abril. A informação é da colunista Jovem Pan Vera Magalhães.

Com isso, o habeas corpus de Lula pode acabar mudando de status, passando de preventivo para definitivo, pois o Tribunal Regional Federal da 4ª Região vai analisar os embargos de declaração de defesa do ex-presidente antes do julgamento do HC no Supremo Tribunal Federal (STF). Caso o TRF4 negue esse embargo, a ordem de prisão pode ser emitida antes da análise final.

A única alternativa para evitar essa sequência é a Ministra Cármen Lúcia, Presidente do STF, convocar uma sessão extra para a próxima sexta-feira (23), para que a análise do mérito possa ser votada.