Para Leonardo Severini, reformas vão baratear produtos e impulsionar contratações

Presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores defende que mudanças estruturais no país beneficiarão consumidores, empresários e trabalhadores

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2021 14h16 - Atualizado em 12/03/2021 14h18
Reprodução/Jovem PanLeonardo Severini é presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores

Jovem Pan está sempre atenta aos desafios e às necessidades do Brasil. Nos posicionamos em momentos decisivos e por isso, novamente, nos colocamos em defesa das reformas e dos projetos fundamentais para o desenvolvimento do país. Para isso, convidamos empresários, lideranças e autoridades para agir, juntos, em prol do futuro da nação. O Brasil não pode mais esperar.  “Nós, do setor atacadista, defendemos inicialmente uma reforma administrativa que seja ampla e consiga, de fato, reduzir o custo da máquina e do país. Assim teremos condição de, na sequência, fazer uma reforma tributária e fiscal que também dê condições ao cidadão, ao consumidor, de enxergar na prateleira a redução do preço dos produtos. Com uma tributação menor, o preço nas gôndolas acabará ficando mais barato. E que, na sequência, os empresárias tenham condições de contratar os funcionários com uma carga tributária mais baixa. Sendo essa carga mais baixa, os empresários terão condições de contratar mais funcionários, com menos tributos inerentes a essas contratações. Só assim teremos um país mais justo, mais equânime, com mais condições de competir com o mercado externo no preço dos seus produtos vendidos internacionalmente”, avaliou Leonardo Miguel Severini, presidente da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad).

Acompanhe a cobertura especial da campanha na página especial do site da Jovem Pan. Clique AQUI.