Para Marco Polo Lopes, reforma administrativa é prioritária para redução dos gastos públicos

Presidente executivo do Instituto Aço Brasil defende a retomada do crescimento econômico de forma sustentável e, ao mesmo tempo, a busca pelo equilíbrio fiscal

  • Por Jovem Pan
  • 03/02/2021 12h01 - Atualizado em 03/02/2021 16h59
Reprodução/Jovem PanMarco Polo Lopes vê as reformas tributária e administrativa como prioritárias

Jovem Pan está sempre atenta aos desafios e às necessidades do Brasil. Nos posicionamos em momentos decisivos e por isso, novamente, nos colocamos em defesa das reformas e dos projetos fundamentais para o desenvolvimento do país. Para isso, convidamos empresários, lideranças e autoridades para agir, juntos, em prol do futuro da nação. O Brasil não pode mais esperar. “O grande desafio para 2021 será retomar, de forma sustentável, o crescimento econômico e, ao mesmo tempo, buscar o equilíbrio fiscal através da redução do déficit fiscal. Para a retomada do crescimento da economia, é essencial que sejam adotadas medidas desde agora para diminuir o conhecido e hoje dimensionado Custo Brasil, que monta R$ 1,5 trilhão por ano de forma que a indústria e o país recuperem a sua competitividade frente a outros países. A reforma tributária, que se encontra na Comissão Especial Mista do Congresso Nacional, precisa ser aprovada o mais rapidamente possível, corrigindo um dos principais fatores que compõem o Custo Brasil. A reforma administrativa, também em análise no Congresso, é prioritária, é emergencial para se obter a imprescindível redução dos gastos no setor público. A indústria brasileira do aço apela aos novos presidentes da Câmara e do Senado e a todos os deputados e senadores a urgente aprovação das reformas tributária e administrativa, indispensáveis para que o Brasil possa ter um crescimento econômico sustentável, geração de renda e empregos e melhor qualidade de vida para todos os brasileiros”, afirma Marco Polo de Mello Lopes, presidente executivo do Instituto Aço Brasil.

Acompanhe a cobertura especial da campanha na página especial do site da Jovem Panjovempan.com.br/o-brasil-nao-pode-mais-esperar. Clique AQUI.