Raul Velloso defende que reformas sejam debatidas o mais rápido possível

Economista afirmou, ainda, que o regime tributário brasileiro se tornou arcaico e que é necessário repensar também o funcionalismo público

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2021 12h39
Reprodução/Jovem PanRaul Velloso também pontuou que é importante não deixar de lado as discussões sobre vacinas e distanciamento social

Jovem Pan está sempre atenta aos desafios e às necessidades do Brasil. Nos posicionamos em momentos decisivos e por isso, novamente, nos colocamos em defesa das reformas e dos projetos fundamentais para o desenvolvimento do país. Para isso, convidamos empresários, lideranças e autoridades para agir, juntos, em prol do futuro da nação. O Brasil não pode mais esperar. “Reformas são muito importantes para um país como o Brasil, que está numa fase de sua história bastante complicada, com peso excessivo do Estado, com questões por resolver, como na área da previdência. Também na parte tributária, que nós estamos com o regime que obviamente se tornou arcaico, há também questões complicadas para tratar na área de funcionalismo público. Precisamos dessas reformas, sim. Agora, durante a pandemia, nós temos que pensar qual é o ritmo que elas podem ter, de forma a não prejudicar o tratamento urgente que tem de ser dado às questões com vacina, distanciamento social. As reformas têm de ser pensadas uma ao lado da outra para ver se nós conseguimos tocar essas duas tarefas o mais rápido possível”, analisa o economista Raul Velloso.

Acompanhe a cobertura especial da campanha na página especial do site da Jovem Pan. Clique AQUI.