Renata Mendes diz que aprovação da reforma tributária vai ajudar a reduzir a desigualdade

Idealizadora do movimento ‘Pra Ser Justo’ critica complexidade do sistema tributário brasileiro e a pouca transparência para empresas e cidadãos

  • Por Jovem Pan
  • 16/03/2021 13h54
Reprodução/Jovem PanRenata Mendes vê a reforma tributária como prioridade para que os cidadãos possam crescer seus negócios

Jovem Pan está sempre atenta aos desafios e às necessidades do Brasil. Nos posicionamos em momentos decisivos e por isso, novamente, nos colocamos em defesa das reformas e dos projetos fundamentais para o desenvolvimento do país. Para isso, convidamos empresários, lideranças e autoridades para agir, juntos, em prol do futuro da nação. O Brasil não pode mais esperar. “Nós estamos vivendo um momento muito delicado no Brasil em decorrência da pandemia e dos efeitos que ela causa na vida dos brasileiros. Uma das discussões muito importantes que a gente tem para fazer para além da PEC emergencial e de outros tipos de suporte que o governo federal e os governos estaduais e municipais estão prestando aos municípios é a discussão da reforma tributária. Hoje o Brasil é um dos piores países do mundo em questão de complexidade tributária e baixa transparência para as empresas e para os cidadãos. A gente tem a oportunidade esse ano de aprovar uma reforma que possa não só simplificar e melhorar o ambiente de negócios, facilitar a vida das empresas para que elas possam crescer seus negócios e pagar seus tributos de forma mais simples, mais rápida, a gente pode também reduzir a desigualdade por meio dessa reforma. Que vocês, como cidadãos, se envolvam nessa discussão e pressionem os nossos parlamentares e o governo para aprovação dessa reforma ainda em 2021″, afirma Renata Mendes, idealizadora do movimento ‘Pra Ser Justo’.

Acompanhe a cobertura especial da campanha na página especial do site da Jovem Pan. Clique AQUI.