CCJ define cronograma da reforma administrativa após reunião com relator

Expectativa é que sejam feitas duas audiências para debater a admissibilidade da PEC e que, até o início de abril, ela seja votada pela Comissão

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2021 10h34 - Atualizado em 17/03/2021 16h59
EBCGuedes sinalizou que Arthur Lira deve anunciar em breve os detalhes sobre a tramitação na Câmara

A reforma administrativa deve divulgar nesta quarta-feira, 17, o plano de trabalho na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. O relator, deputado Darci de Matos (PSD), se reuniu com a presidente do colegiado, deputada Bia Kicis (PSL) para discutir datas, audiências e previsões. A expectativa é que sejam feitas duas audiências para debater a admissibilidade da PEC e que, até o início de abril, ela seja votada pela CCJ. O relatório de Darci de Matos será pela aprovação. Nesta terça-feira, 16, o presidente da Câmara, Arthur Lira, recebeu os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Guedes disse que o foco da conversa foi a reforma administrativa. “O teor da nossa conversa, relatoria, prazo, tudo isso, sempre com a coordenação do ministro Ramos. E eu vim falar do teor da reforma.”

Guedes sinalizou que Arthur Lira deve anunciar em breve os detalhes sobre a tramitação na Câmara. Já o ministro Luiz Eduardo Ramos mostrou otimismo com o avanço da pauta econômica em 2021. “O ambiente harmônico, extremamente favorável e construtivo. Está nos dando uma esperança enorme de que vamos realizar tudo o que sonhamos em relação a reforma, tudo muito favorável.” Caso seja aprovada pela CCJ, onde vai ser analisada apenas se ela é compatível com a Constituição, a reforma administrativa vai para uma comissão especial, que vai debater o mérito da matéria. A estimativa do ministro Paulo Guedes é que a PEC proporcione uma economia de R$ 300 bilhões aos cofres públicos em dez anos.

*Com informações do repórter Levy Guimarães