Lira e Pacheco defendem reformas, vacinas e alternativa ao auxílio emergencial

Presidentes da Câmara e do Senado vão avaliar as possibilidades fiscais para oferecer segurança financeira aos brasileiros respeitando o teto de gastos

  • Por Jovem Pan
  • 03/02/2021 11h11 - Atualizado em 03/02/2021 12h44
Luis Macedo/Câmara dos Deputados - 03/02/21Rodrigo Pacheco afirmou que outras pautas também entrarão no hall de prioridades após os líderes partidários serem indicados

Os novos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco, alinharam os discursos prometidos em campanha e que devem servir como base para a condução dos próximos dois anos do Poder Legislativo. Entre as principais pautas que terão prioridade, estão: a reforma tributária, a reforma administrativa, a PEC emergencial e o pacto federativo. Já na noite desta quarta-feira, 3, Lira e Pacheco vão iniciar os encontros com os responsáveis pelas matérias com o objetivo de estipular prazos e discutir os temas.

Uma declaração conjunta lida por Pacheco e assinada por ambos reforça o compromisso do Congresso Nacional com o povo brasileiro no enfrentamento à pandemia e a criação de possibilidade de maior oferta de vacinas e retomada da normalidade. “Nós, presidentes do Senado e da Câmara, firmamos e pactuamos este compromisso com a nação brasileira. De engajar as duas instituições que representamos, de maneira ativa e de modo prioritário, em esforço conjunto para enfrentamento e superação da pandemia da Covid-19.”

Eles manifestaram solidariedade com as vítimas e reforçaram que, neste momento, o “Congresso deve ser sinônimo de solução, não de problemas”. Dito isso, eles se comprometeram em tornar mais fácil o acesso às vacinas, sempre garantindo o rigor científico e a segurança dos cidadãos — além de facilitar a aquisição e licenciamento para que todos possam ser imunizados o mais rápido possível. Sobre a volta do auxílio emergencial, os presidentes disseram que vão analisar as possibilidades fiscais para, respeitando o teto de gastos, avaliar alternativas de oferecer segurança financeira aos brasileiros que estejam enfrentando a miséria em razão da falta de oportunidades.

Rodrigo Pacheco afirmou que outras pautas também entrarão no hall de prioridades após os líderes partidários serem indicados e buscarem assuntos em comum e de consenso. Após a fala, Pacheco e Lira seguiram para o Palácio do Planalto e encontraram o presidente da República, Jair Bolsonaro, que relatou uma “satisfação muito grande”. De acordo com ele, o dialogo começou ainda durante as campanhas. “Posso ter uma certeza absoluta: clima entre nós é o melhor possível. Imperará a harmonia entre nós.” Para ele, prioridades são pandemia, saúde, economia e reformas.

Na busca por uma boa relação entre os Três Poderes, a dupla deve se encontrar também com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, em breve. “Há, hoje, o início de uma caminhada em conjunto da Câmara e do Senado para apresentar soluções efetivas para os problemas do Brasil”, disse recém eleito presidente do Senado. Já Arthur Lira defendeu que a declaração conjunta é um símbolo de como os dois presidentes vão trabalhar. “Muito diálogo, harmonia, respeitando a independência das duas Casas e procurando agilizar as pautas necessárias para crescimento do nosso país”, disse.

“Nesse momento o foco é de união de forças no combate a maior pandemia em 100 anos, a busca de alternativas legislativas pela vacina e a consequente afirmação do compromisso com as pautas que salvarão a economia e beneficiarão, no âmbito do Brasil, os negócios, geração de emprego, renda e o favorecimento dos que mais precisam. Tudo o que trabalhamos na campanha vamos por em prática. Todas as promessas de previsibilidade, de transparência e de respeito a proporcionalidade nas Casas serão honradas”, finalizou Lira.