4 dicas para manusear os alimentos de maneira segura

Nutricionista explica como a higiene e a conservação adequada são importantes para prevenir doenças

  • Por EdiCase
  • 11/06/2024 10h30 - Atualizado em 11/06/2024 11h48
O cuidado com o manuseio dos alimentos ajuda a prevenir doenças O cuidado com o manuseio dos alimentos ajuda a prevenir doenças Imagem: YoloStock | Shutterstock

Na cozinha, a falta de higiene e a conservação inadequada de alimentos podem causar doenças como salmonelose, hepatite viral tipo A e toxoplasmose, além de intoxicações alimentares devido a substâncias tóxicas, incluindo toxinas produzidas por microrganismos como bactérias e fungos.

Por isso, a nutricionista do restaurante Água Doce Sabores do Brasil, Tamiris Pitana, oferece quatro dicas essenciais para manusear alimentos de maneira segura, garantindo uma refeição saudável e livre de contaminação. Confira!

1. Higienização de hortifrúti

Selecione as folhas boas e lave uma a uma em água corrente. Faça o mesmo com os legumes e as frutas – somente os que forem consumidos ou utilizados para enfeites, porém ambos devem ser higienizados antes de qualquer corte, ou seja, com casca e/ou folha. Prepare uma solução clorada, utilizando a medida de 1 colher de água sanitária para cada litro de água.

É importante verificar, no rótulo do produto, se este é indicado para usar em alimentos. Em seguida, coloque as folhas, os legumes ou as frutas até ficarem imersos na água e aguarde por 15 minutos. Após, enxágue em água corrente para retirar todo o resíduo do produto, coloque em vasilhas higienizadas, cubra com plástico-filme e mantenha refrigerado até o consumo.

2. Descongelamento

Neste processo, o produto começa a degelar primeiro na superfície, sendo uma abertura para proliferação de microrganismos, enquanto o interior se mantém congelado. Todo o descongelamento deve ser realizado em temperatura controlada. Seja em refrigerador de até 5°C ou em temperaturas maiores, deve-se ter um descongelamento acelerado para consumos imediatos visando não correr o risco de contaminação.

Isso também pode ser feito no micro-ondas. Após descongelar qualquer tipo de carne, não devemos lavá-la antes do preparo. Utilizar a água, que não é eficiente na remoção de bactérias, ajuda na proliferação de bactérias causadoras de doenças.

A cocção adequada dos alimentos ajuda a matar bactérias e prevenir contaminação Imagem: RossHelen | Shutterstock

3. Cocção dos alimentos

A cocção e o preparo dos alimentos são fatores importantes para prevenir a contaminação. O procedimento elimina bactérias por meio de elevação de temperatura, que deve atingir 74 °C no centro do alimento para matar os micróbios.

Por esse motivo, certifique-se de que sua receita ou prato esteja aquecido por completo e não apenas na parte exterior. Também se lembre que algumas toxinas produzidas pelas bactérias podem voltar a se proliferar caso o alimento seja exposto à temperatura ambiente por muito tempo.

4. Armazenamento dos produtos

Utilize o sistema PVPS, que nada mais é que: o primeiro a vencer deve ser o primeiro a ser consumido. Ou seja, posicione os produtos com data de fabricação mais antigas na frente para facilitar a visualização. Os alimentos não devem ser armazenados com itens de limpeza, químicos ou de higiene. Além disso, os produtos devem estar afastados pelo menos 10 cm da parede e 60 cm do teto e não podem ter contato direto com o chão. Isso permite a circulação de ar entre os alimentos.

Outro ponto de atenção é manter afastados produtos industrializados como conservas, enlatados, entre outros, de grãos e cereais para evitar infestação de insetos. A fim de manter a despensa organizada, todas as mercadorias devem ser retiradas de embalagens secundárias, por exemplo, caixas de papelão ou sacos de papel.

“As dicas são importantes tanto para quem administra um negócio do segmento de food service como para toda a população. São ensinamentos básicos e simples que evitam a contaminação e doenças causadas por bactérias que se aproveitam de alimentos que não foram bem higienizados, preparados ou armazenados. Com os cuidados, garantimos nosso bem-estar e saúde, além de aproveitar todo o valor nutricional dos alimentos”, diz Tamiris Pitana.

Por Marcelo Baptista

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.