Bolsonaro critica Boulos e incentiva uso de armas para combater ocupações

  • Por Jovem Pan
  • 14/10/2018 19h30
Fernando Frazão/Agência BrasilBolsonaro acusou Haddad de ser contra a democracia

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) fez uma transmissão ao vivo no Facebook, neste domingo (14), para criticar Guilherme Boulos (PSOL) e negar que seja uma ameaça à democracia. Ele tentou mostrar que, na verdade, Fernando Haddad (PT) não é um democrata.

A crítica a Boulos é por causa de um vídeo em que ele aparece cantando junto com uma multidão o seguinte grito: “Ô Bolsonaro, presta atenção, a sua casa vai virar ocupação”.

Bolsonaro, que já tinha criticado essa manifestação no Twitter, reclamou novamente: “A esquerda não tem amor à propriedade privada. Para eles tudo é do governo. Essa é a filosofia do PT, do PSOL e do PC do B”.

O presidenciável prometeu tipificar as ocupações como terrorismo e incentivou o uso de armas para combater estas ações em seu eventual governo: “Sempre defendi a posse de armas de fogo, porque aí você pode, com poucas exigências, ter uma arma em casa e reagir à tentativa de invasão de qualquer pessoa”.

Depois ele passou a criticar Haddad e apresentou como argumento uma tese de mestrado. O problema, segundo Bolsonaro, é que o orientador é um filósofo marxista, Paulo Arantes: “Tem gente que acredita que esse cara é democrata? Tem gente que acredita que ele respeita a liberdade de imprensa e privada?”.

Nos minutos finais da transmissão, Bolsonaro explicou por que votou contra um projeto para deficientes auditivos, como foi denunciado em propaganda política de Haddad.