Em balanço inicial, Rosa Weber diz que 310 urnas precisaram ser substituídas

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2018 12h55
Antonio Cruz/Agência BrasilMinistra deu entrevista coletiva após votar na Escola Parque, região central de Brasília

O primeiro balanço das eleições de 2018 foi feito pela ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por volta das 12h45 deste domingo (7). Weber elogiou o desenrolar do início do dia de votação e apresentou alguns números. De acordo com ela, no período da manhã, 310 urnas eletrônicas apresentaram erros e precisaram ser substituídas. Elas representam 0,06% do total de 544 mil aparelhos.

“O Brasil tem mais de 147 milhões aptos ao exercício do voto. Temos 2645 juízes eleitorais atuando, 378 desembargadores, 14 ministros do TSE e mais de 2 milhões de mesários – muitos deles voluntários (…). Nosso país tem dimensões continentais e toda uma complexidade. Ainda assim, a Justiça Eleitoral trabalha com afinco e se preparou para essas eleições. Não há improviso. Acabei de votar e fiquei encantada com organização da minha seção. E ela nada mais é que um reflexo de todas as seções espalhadas no Brasil”, disse.

Raquel Dogde, procuradora-geral da República, reforçou a eficiência das medidas de segurança tomadas pelas autoridades responsáveis. “Temos alguns pontos importantes para assinalar. Primeiro, não há qualquer improviso no curso do processo. Houve um preparo intenso regulamentado por todos os órgãos envolvidos na realização das eleições. Preparo esse que é baseado em três princípios: a Constituição e as leis vigentes, o princípio da transparência e o princípio da publicidade. Acolher a imprensa nacional e internacional é um sinal claro de que a Justiça Eleitoral é de excelência e orgulha todos os brasileiros”.