Mais de 3,8 mil urnas apresentaram defeito e foram substituídas no país

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2018 17h30
JONNE RORIZ/ESTADÃO CONTEÚDOA quantidade supera a do primeiro turno, quando cerca de 2,4 mil equipamentos foram substituídos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou um boletim às 16h40 deste domingo (28) informando que, até este horário, o número de urnas que precisaram ser trocadas em todo o país na votação do segundo turno das eleições de 2018 subiu para 3.841. Isso representa 0,74% do total das 454,4 mil urnas utilizadas no pleito. A quantidade supera a do primeiro turno, quando cerca de 2,4 mil equipamentos foram substituídos.

Os estados que tiveram o maior número de urnas com defeito foram São Paulo (731), Rio de Janeiro (490), Minas Gerais (448), Paraná (404), Rio Grande do Sul (310), Ceará (206), Bahia (160), Goiás (147), Pernambuco (111) e Sergipe (100). Em Cordislândia (MG), Apuí (AM) e Saubara (BA) a votação passou a ser feita de forma manual.

Até o mesmo horário, o TSE também registrou 132 prisões de pessoas que praticaram irregularidades, como, por exemplo, propaganda eleitoral. O maior número de prisões foi registrado no Ceará (39).

*Com informações da Agência Brasil