Convenção do PSB em Minas Gerais tem confusão e empurra-empurra

  • Por Estadão Conteúdo
  • 04/08/2018 12h29
ReproduçãoDeputado Júlio Delgado foi chamado de "golpista" ao tentar anular convenção do PSB (MG)

Depois da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de validar a convenção do PSB em Minas Gerais, delegados do partido e apoiadores do deputado federal Júlio Delgado, uma das principais lideranças da sigla, entraram em confronto na reunião, que estava sendo realizada na manhã de sábado, 4, em um hotel na região centro-sul de Belo Horizonte.

A confusão começou quando Júlio Delgado e o novo presidente do partido, Renê Vilela, chegaram à convenção. Sob gritos de “golpista”, o deputado foi hostilizado.

Delgado e Vilela pretendiam ler uma nota da direção nacional do partido que anulava a convenção.

A orientação da Executiva Nacional se baseava em uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que confirmava a dissolução do antigo diretório do PSB em Minas.

Uma nova convenção foi marcada pela nova diretoria para o domingo, 5.

Delegados do partido pediam a confirmação de Marcio Lacerda como candidato ao governo de Minas e anulação do acordo entre PT e PSB, que rifou a candidatura do ex-prefeito de Belo Horizonte.

Houve gritos de apoio à candidatura de Ciro Gomes à Presidência. Apoiadores de Márcio Lacerda garantiram que tentarão registrar sua candidatura.