Alvaro Dias diz que presídios são escolas do crime, mas defende redução da maioridade 

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2018 12h42 - Atualizado em 19/09/2018 13h32
Eliane Neves/Estadão Conteúdo
O candidato à Presidência da República Alvaro Dias, do Podemos, disse que defender a redução da maioridade penal é levantar uma demanda da família brasileira.

Apesar de levantar a bandeira da redução da maioridade, o candidato admitiu durante evento em São Paulo, nesta quarta-feira (19), que os presídios brasileiros são dominados por facções criminosas. “A questão do presídio é responsabilidade pública. Se os governantes são corruptos e incompetentes o sistema penitenciário não seria diferente. É uma escola do crime. Mas, isso tem que mudar. Não podemos deixar jovens matando impunemente nas ruas do País”, disse Álvaro Dias.

O postulante ao Planalto ainda pontuou que é preciso preparar o sistema prisional para atender essa demanda, além de verificar bons exemplos externos de redução da maioridade para implementa-los no Brasil.

Adversários

Alvaro Dias afirmou que Fernando Haddad, do PT, é o “porta-voz da tragédia” e disse que prefere ver Jair Bolsonaro, do PSL, nas praias fluminenses do que governando o País. Ele ainda destacou que Geraldo Alckmin, do PSDB, é a manutenção do sistema, e que Marina Silva, da Rede, não tem força para enfrentar os problemas do país.

*** Com informações do repórter Matheus Meirelles