Amoêdo diz que Alckmin não deve ir ao 2° turno: ‘As pessoas querem renovação’

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2018 17h57 - Atualizado em 20/09/2018 18h05
Rovena Rosa/Agência Brasil Candidato disse que PSDB "se aliou com gente do Mensalão e do Petrolão"

João Amoêdo, candidato do Partido Novo à presidência, participou de atos de campanha em Salvador, Bahia, nesta quinta-feira (20). Em discurso feito em visita ao Mercado Modelo, um dos principais pontos turísticos da cidade, direcionou ataques a Geraldo Alckmin (PSDB).

“Eu acho improvável, inviável, o Alckmin ir para o segundo turno, basicamente porque o que as pessoas querem na política é renovação, é o antipetismo, posturas e práticas diferentes. E o PSDB, infelizmente, ao longo dos últimos tempos, se aliou com gente do Mensalão, do Petrolão, não foi muito duro nos casos que teve de corrupção dentro do próprio partido. Então ele não representa essa renovação”, afirmou, criticando em seguida a polarização entre os dois primeiros colocados nas pesquisas, Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“Isso é muito ruim, a sociedade brasileira vem sendo dividida ao longo do tempo, isso é ruim para a reconstrução que a gente precisa fazer do Brasil, os extremos não trazem bons resultados, normalmente os bons resultados vêm do equilíbrio, da coerência e da transparência. E mesmo porque o ‘nós contra eles’ impede de discutirmos propostas, a gente está olhando para o Brasil passado, que a gente não quer, em vez de olharmos para o futuro, discutindo propostas, dando um voto de esperança”.

*Com informações do Estadão Conteúdo