Bolsonaro diz que está com ‘mão na faixa’ e admite estratégia de não debater com Haddad

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2018 12h09
Jose Lucena/Estadão Conteúdo“Agora eu vou debater com um poste, um pau mandado do Lula? Tenha santa paciência”, disse o presidenciável

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmou nesta quarta-feira (17) no Rio de Janeiro que está com “uma mão na faixa” e ironizou o pedido de debate por parte de seu adversário, Fernando Haddad (PT). A declaração foi dada após visita à sede da Polícia Federal.

“Agora eu vou debater com um poste, um pau mandado do Lula? Tenha santa paciência”, disse o presidenciável. Ele ainda acrescentou que a decisão é estratégia e citou o caso de Lula. “Tudo na política é estratégia. O Lula não compareceu ao debate. O último da Rede Globo, não sei se foi em 2006 ou 2010. Entra tudo no meio, eu decido em equipe”, completou.

Bolsonaro ainda mostrou otimismo ao afirmar que será eleito e que já se sente com a mão na faixa [presidencial]. “Nós estamos com uma mão na faixa, é verdade. Pode até não chegar lá, mas estamos com uma mão na faixa. Ele não vai tirar 18 milhões de votos de agora até daqui a domingos”, gabou-se o candidato.

O nome do PSL disse ainda que a carta de Haddad aos evangélicos é sinal de desespero e que tanto ele como o PT estão perdidos.

Bolsonaro esteve na sede da PF nesta quarta-feira para agradecer pelo apoio da segurança da corporação durante sua campanha. Mais cedo reuniu-se com o cardeal Dom Orani Tempesta e reforçou seu compromisso com valores éticos, morais e de preservação da família.