Cabo Daciolo aproveita volta ao monte para orar e jejuar por Jair Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2018 14h30
Reprodução FacebookCabo Daciolo está de volta ao "monte" para um novo período de oração e jejum

O candidato à Presidência da República Cabo Daciolo afirmou nesta quinta-feira (6), em sua página no Facebook que voltaria ao “monte” para jejuar e orar em prol da nação brasileira. Porém, em decorrência ao atentado sofrido pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o candidato do Patriota disse que a reclusão no “monte” será também em solidariedade ao adversário na corrida eleitoral.

Só que de acordo com a publicação de Cabo Daciolo, realizada no início da tarde desta sexta-feira (7), o período de oração e jejum de 21 dias que irá realizar no “monte” foi iniciado na última quarta-feira (5), um dia antes do ataque sofrido por Jair Bolsonaro na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

“Agradeço a compreensão da imprensa e voltaremos a conceder entrevistas e entrar nos debates a partir do término dos 21 dias de jejum e oração pela nossa nação e por Jair Bolsonaro, a quem desejo pronta recuperação, lembrando mais uma vez que a nossa luta não é contra pessoas, mas contra potestades”, escreveu.

Essa será a segunda vez que o candidato irá se recolher no “monte” para orar e jejuar desde que deu início em sua campanha à Presidência. Se na primeira ida, Cabo Daciolo tinha a intenção de fugir de “seitas” que teriam a intenção de matá-lo, dessa vez o presidenciável afirmou que seu objetivo vai lhe ajudar a aproximar de um contato divino: “só Deus pode dar a vitória para a nação brasileira”, publicou o candidato, que completou a postagem com uma passagem bíblica.