Campanha de Bolsonaro entra com nova ação no TSE contra Haddad

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2018 07h12
Tânia Rêgo/Agência BrasilOs advogados alegam que há abuso do poder econômico por suposto uso de valores não contabilizados na campanha, com "evidente uso e aparelhamento" das entidades

A campanha do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) entrou neste sábado (27) com mais uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o adversário na disputa presidencial, Fernando Haddad (PT). A defesa de Bolsonaro quer que seja apurada a relação da campanha do petista com sindicatos e entidades estudantis, que supostamente estariam beneficiando a candidatura de Haddad.

Os advogados alegam que há abuso do poder econômico por suposto uso de valores não contabilizados na campanha, com “evidente uso e aparelhamento” das entidades. Por isso, pedem que o TSE abra ação para apurar o caso e, ao fim, determine a cassação dos registros de Haddad e sua vice, Manuela D’Avila, e a inelegibilidade dos concorrentes pelo prazo de oito anos.

A defesa ainda pede que as organizações sejam intimadas a disponibilizar relatório contábil e todos seus documentos contábeis, inclusive livro caixa e extratos bancários dos atos realizados no segundo semestre deste ano. Requer ainda, “se necessário”, a quebra de sigilo bancário das 15 entidades listadas.

Em nota, o advogado Eugênio Aragão, que comanda a equipe jurídica da campanha de Haddad, afirmou que a peça é “outro absurdo”. “Depois de tentarem censurar as informações de um grande jornal, agora ameaçam os atores sociais. O apoio da sociedade passou a ser uma afronta para o candidato do PSL” , disse.

*Com Estadão Conteúdo