Gleisi diz que PT não trabalha com hipótese de Haddad assumir candidatura de Lula

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2018 12h42
DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO“Você não tem eleições livres e democráticas se proibir o principal candidato de disputar”, disse Hoffmann

A senadora e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, afirmou nesta segunda-feira (13) que o PT não trabalha com a hipótese de o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad assumir a candidatura à Presidência no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado na Lava-Jato. Hoffmann também disse que irá até às últimas consequências com a postulação de Lula, que estará na campanha eleitoral “de um jeito ou de outro”.

Gleisi concedeu entrevista coletiva na sede nacional do partido no centro de São Paulo. A presidente voltou a dizer que será registrada a candidatura de Lula ao Palácio do Planalto junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo se encerra na próxima quarta-feira (15), às 19h do horário de Brasília. Hoffmann também garantiu que o registro será acompanhado de um “grande ato popular” realizado por movimentos sociais.

Ainda segundo a presidente, Haddad será uma espécie de porta-voz do ex-presidente em viagens pelo país e será registrado como vice da chapa. Lula segue preso em Curitiba por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava-Jato.

Na avaliação feita pelo Partido dos Trabalhadores, o ex-presidente só não vence as eleições se não puder concorrer. Segundo Gleisi, isso seria uma violência. “Você não tem eleições livres e democráticas se proibir o principal candidato de disputar”, disse.