Haddad afirma que instituições brasileiras não reagem à altura contra as ‘ameaças à democracia’

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2018 15h37
Jovem PanPetista classificou o concorrente como "ameaça a sobrevivência física à oposição e à imprensa"

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, disse nesta segunda-feira, 22, que as instituições brasileiras não estão reagindo à altura contra as “ameaças à democracia”. Ele se referia a frases ditas pelo concorrente, Jair Bolsonaro (PSL), durante as manifestações realizadas no último domingo (21) pelo país.

Bolsonaro disse que “essa turma, se quiser ficar aqui, vai ter que se colocar sob a lei de todos nós: ou vão para fora ou vão para a cadeia”, referindo-se aos petistas e seus aliados.

Haddad afirmou que o discurso de seu opositor é um “absurdo”. “Ele ameaça a sobrevivência física da oposição a ele, ameaça a imprensa, e as instituições demoram a reagir.”

Disse ainda que o Tribunal Superior Eleitoral está “coagido” e criticou a participação do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, na coletiva de imprensa realizada pelo TSE para divulgar medidas de combate a notícias falsas. “As instituições estão se sentindo ameaçadas, inclusive pela linha dura de parte das Forças Armadas. O que o Etchegoyen tinha que dar entrevista ao lado da Rosa Weber? Quem é ele? Que autoridade ele tem no Tribunal Superior Eleitoral? Ele foi se colocar como uma ameaça? Tutelar? Isso nunca aconteceu”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil