Haddad reage à fala de Bolsonaro sobre ter ‘faixa na mão’ e cita ‘tentativa de fraude eleitoral’

  • Por Jovem Pan
  • 18/10/2018 11h38
Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo"Ele que diz que já está com a faixa vai experimentar a ira de quem de fato decide a eleição: o voto popular", escreveu o petista

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou através de sua conta no Twitter que teme que Justiça Eleitoral e imprensa não cumpram seus deveres constitucionais e afirmou que “estamos diante de uma tentativa de fraude eleitoral”.

Nesta quinta-feira (18), Haddad exaltou o encontro de juristas que apoia sua candidatura relembrando que o grupo nem sempre esteve junto nas eleições. “E isso é bom. Antes nos dividíamos entre duas propostas razoáveis. Não é o caso hoje”, escreveu.

Na sequência, Haddad apontou o temor no não cumprimento dos deveres constitucionais. “Eu temo que a Justiça Eleitoral e que a imprensa, inibidas pela violência, não cumpram seus deveres constitucionais. Estamos diante de uma situação grave. E eu esperava essa reação da classe jurídica. Quem lutou pela democracia no Brasil foram os juízes democráticos deste país”.

O petista ressaltou ainda a grande quantidade de fake news da qual foi vítima. “Milhões de reais foram investidos em notícias falsas. Por meio de caixa 2 resolveram financiar uma campanha de difamação a meu respeito. E eu nunca tinha visto isso acontecer”, continuou.

“Estamos diante de uma tentativa de fraude eleitoral. O esforço do Bolsonaro era pra liquidar já no primeiro turno. Ele contava que viraríamos a página e isso tudo não seria apurado. O que está hoje nos jornais não são indícios, são provas. Não estamos falando de suposições (…) Dez dias é muito tempo para o momento que estamos vivendo. E ele que diz que já está com a faixa vai experimentar a ira de quem de fato decide a eleição: o voto popular. A própria soberania nacional nunca esteve tão ameaçada quanto agora”, finalizou.