Joel Pinheiro atribui ascensão de Bolsonaro a ‘voto envergonhado’: ‘saíram do armário’

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2018 11h06
Wilson Dias/Agência BrasilPara Joel, houve muita mudança de voto após o atentado ao deputado federal

Na primeira pesquisa divulgada após o atentado ao presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, o deputado cresceu 4% e chegou aos 30% de intenção de votos. Na segunda colocação, aparece Ciro Gomes (PDT) com 12%, e na terceira posição há um tríplice empate entre Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e Fernando Haddad (PT), com 8%.

De acordo com Joel Pinheiro, esse aumento se deve ao “voto envergonhado”, pessoas que já tendiam a votar em Bolsonaro e agora “saíram do armário”. Para Joel, houve muita mudança de voto após o atentado ao deputado federal, entretanto, ainda há tempo para que essas pessoas voltem atrás.

Em relação a Ciro Gomes, Joel relaciona o crescimento do candidato com a campanha agressiva e propositiva. Além disso, destaca a lábia do presidenciável e as promessas feitas, como por exemplo, limpar o nome das pessoas do SPC e dar estágio remunerado aos estudantes de ensino médio de todo o país. “Não sei como ele vai fazer isso”, frisa o comentarista do Morning Show.

Por outro lado, Joel alerta Ciro sobre a chegada de uma “máquina de guerra” do PT. “O PT vai colocar uma mira na cabeça do candidato de esquerda melhor colocado. Vamos ver o PT usando todas suas forças para combater Ciro Gomes, e assim, ver o Haddad subir [nas pesquisas]”, finalizou.

Confira o comentário completo: