Katia Abreu diz que ‘dá porcaria’ quando um militar assume a presidência

  • Por Jovem Pan
  • 28/09/2018 16h25 - Atualizado em 28/09/2018 17h10
Marcelo Camargo/Agência Brasil"O autoritarismo não pode prevalecer", disse a vice de Ciro

Vice da chapa de Ciro Gomes (PDT), a senadora Katia Abreu (PDT) afirmou nesta sexta-feira (28), em clara referência a Jair Bolsonaro (PSL), que o Brasil não pode eleger um militar para a Presidência da República.

“O autoritarismo não pode prevalecer. Onde o Exército sentou no Executivo, deu porcaria. Me dê um exemplo diferente que não tenha virado ditadura. No Brasil, inclusive. Espanha, França, Alemanha, aqui no Chile… Não deu certo em lugar nenhum”, disse.

A declaração aconteceu após um debate promovido entre os vice-candidatos das principais chapas. Durante o evento, ela já havia atacado o concorrente.

“Vamos caminhar para a beira do abismo e eleger um militar para uma cadeira democrática da política? Eles são bem informados para fazer defesa nacional. E é um princípio do Exército a obediência plena e irrestrita. Agora, você acha que uma pessoa vai deixar esse sentimento e essa escola para trás para sentar na cadeira de presidente e virar um grande democrata e que não vai ser autoritário? Jamais”, disparou.

*Com informações do Estadão Conteúdo