PSDB não apoiará nem Bolsonaro nem Haddad no segundo turno

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2018 18h59
WERTHER SANTANA/ESTADÃO CONTEÚDOPartido liberou apoiadores a decidirem seus votos "de acordo com suas convicções"

Após reunião organizada em Brasília na tarde desta terça-feira (9), a direção nacional do PSDB decidiu que não apoiará nem Jair Bolsonaro (PSL) nem Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições presidenciais, deixando seus filiados livres para apoiar quem quiserem.

“O PSDB decidiu liberar os seus militantes e os seus líderes. Nós não apoiaremos nem o PT nem o candidato Bolsonaro. O partido não apoiará nem um nem outro e libera seus filiados e líderes para que decidam de acordo com sua consciência, com sua convicção e com a realidade de seus estados”, afirmou Alckmin, presidente nacional, logo depois do encontro.

Na mesma reunião, o ex-governador de São Paulo e o candidato tucano ao governo paulista João Doria – que declarou voto em Bolsonaro imediatamente após a votação do domingo (7) – se desentenderam. Em um áudio obtido pelo jornal O Estado de S. Paulo, Alckmin critica o ex-prefeito da capital e insinua que foi traído por ele.

*Com informações do Estadão Conteúdo