Terceiro bloco do debate tem Ciro X Marina e Meirelles questionando governo de Alckmin em SP

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2018 19h34
RONALDO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDODebate presidencial é organizado pela TV Gazeta, o jornal O Estado de S. Paulo e as rádios Jovem Pan e Eldorado

No terceiro bloco do debate presidencial, Henrique Meirelles (MDB) questionou Geraldo Alckmin (PSDB) sobre a segurança do estado de São Paulo e sua ‘exportação de crime organizado’. Em comentários acalorados, o candidato do PSDB disse que Meirelles estava sendo ‘injusto’ com SP.

‘Quando se combate o mal pela raiz ele cai, não é transferido. Temos que resolver o problema de todo o Brasil, não só de São Paulo’, dirigiu Meirelles. ‘O candidato está sendo injusto com São Paulo. Precisamos reconhecer os avanços’, devolveu Alckmin.

Na nova rodada de perguntas, Ciro Gomes (PDT) voltou a questionar Marina Silva (Rede), dessa vez sobre seu plano de governo para a saúde. A candidata citou seu vice, Eduardo Jorge, como responsável por ajudar a estruturar o SUS como plano de saúde dos brasileiros.

Os privilégios de autoridades voltou a ser tema de pergunta de Guilherme Boulos (PSOL), dessa vez para Alvaro Dias (Podemos). ‘Tudo o que povo não precisa mais é moralista sem moral que vai acabar com corrupção e não olha o próprio quintal vamos acabar com isso em canetada privilégios tem que ser enfrentados’, disparou Boulos.

Marina Silva e Boulos discutiram a questão de regularização das terras indígenas. Alckmin e Meirelles também exploraram seus planos de governo para saneamento básico.