Mesário sofre infarto e morre em zona eleitoral no RJ

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2018 12h18 - Atualizado em 28/10/2018 12h19
EFESeção no RJ teve de ser deslocada para outra sala

O mesário João Carlos Félix, de 50 anos, que trabalhava na 156ª zona eleitoral, localizada no Centro Federal de Educação Tecnológica de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, teve um ataque cardíaco e morreu no local nesta manhã. A seção foi deslocada para outra sala e a votação continuou normalmente e sem nenhum processo de descontinuidade.

Ao fazer o primeiro balanço do andamento das votações no segundo turno no estado, a diretora-geral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), Adriana Brandão, lamentou a morte e se solidarizou com a família dele. “Lamentavelmente aconteceu e eu gostaria de aproveitar a oportunidade para, em nome do TRE do Rio, prestar minha solidariedade à família deste mesário que estava ali em uma missão nobre e de cidadania”.

O Tribunal Regional Eleitoral informou que, em todo o estado, 111 urnas eletrônicas tiveram que ser substituídas em todo o estado, o equivalente a 0,003% do total de 33.901 mil urnas disponibilizadas para as 165 zonas eleitorais dos 92 municípios fluminenses. Deste total, 57 urnas foram substituídas na capital, o maior número, onde votam 4,8 milhões de eleitores, em 49 zonas eleitores, distribuídas por 1,4 mil locais de votação.

Segundo a diretora-geral, o processo de votação no estado ocorre em clima de tranquilidade e sem registro até agora de nenhuma prisão por prática de boca de urna ou de qualquer outro tipo de violação da legislação eleitoral.

*Com informações da Agência Brasil.