PGR nega competência para denunciar candidatos que quebraram homenagem a Marielle

  • Por Jovem Pan
  • 10/10/2018 10h34
Reprodução/Instagram @danielsilveira1796Os procuradores alegam que a atribuição de denunciar ou não os candidatos é da Procuradoria Geral Eleitoral

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão da PGR do Rio de Janeiro negou a competência para denunciar os candidatos que aparecem no vídeo destruindo a placa que homenageava a vereadora morta do PSOL, Marielle Franco.

Os procuradores Renato Machado, Ana de Oliveira e Sérgio Suiama alegam que a atribuição de denunciar ou não os candidatos é da Procuradoria Geral Eleitoral. Entretanto, eles alegam que, ao menos, quatro crimes eleitorais foram cometidos.

No vídeo, que circulou na internet, aparecem Wilson Witzel (PSC), que está no segundo turno da disputado pelo governo do Rio, Rodrigo Amorim do PSL – deputado estadual mais votado no RJ – e Daniel Silveira, deputado federal eleito, também, pelo PSL.