Rondônia: STF determina prisão imediata do senador Acir Gurgacz

  • Por Jovem Pan
  • 25/09/2018 19h42 - Atualizado em 25/09/2018 19h43
Marcelo Camargo/Agência BrasilEle é acusado de desviar recursos de financiamento obtido junto ao Banco da Amazônia

Nesta terça-feira (25), a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou um recurso protocolado pela defesa e determinou a prisão imediata do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) pela prática de crime contra o sistema financeiro nacional. Com a decisão, ele deve começar a cumprir a condenação de 4 anos e 6 meses de prisão em regime semiaberto, como foi estabelecido em fevereiro deste ano.

O mandado de prisão do senador, que concorre ao governo do estado de Rondônia nas eleições deste ano, deve ser expedido somente após a votação. A defesa informou que vai recorrer da decisão. O Senado também precisa decidir se o parlamentar terá o mandato cassado ou não.

Gurgacz é acusado de desviar recursos de um financiamento obtido junto ao Banco da Amazônia entre os anos de 2003 e 2004, quando era diretor da empresa de viação Eucatur. Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), o senador obteve, mediante fraude de documentos, um empréstimo de R$ 1,5 milhão para a renovação da frota de ônibus da empresa. Parte desse dinheiro, no entanto, teria sido embolsada por ele.

*Com informações da Agência Brasil