Rosa Weber nega fraudes e critica fake news: ‘Buscam disseminar a desinformação’

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2018 16h36 - Atualizado em 07/10/2018 16h54
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoA ministra Rosa Weber é a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ministra Rosa Weber admitiu preocupação com a disseminação de fake news a respeito de supostas fraudes em urnas eletrônicas. Durante reunião no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) da Secretaria Nacional de Segurança Púlbica (Senasp), Weber afirmou que as notícias falsas buscam “disseminar a desinformação em detrimento da credibilidade da Justiça eleitoral”.

“A minha preocupação, como presidente do TSE, é que essas notícias falsas estão buscando disseminar uma desinformação em detrimento da credibilidade da Justiça eleitoral. Isso é altamente preocupante”, disse a ministra.

Durante todo o dia, eleitores têm denunciado supostas irregularidades em algumas urnas eletrônicas. O caso mais emblemático foi o de um vídeo compartilhado por Flavio Bolsonaro, deputado estadual, candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro e filho do candidato à Presidência Jair Bolsonaro.

Flavio publicou imagens que mostram um eleitor apertando a tecla “1” e a urna supostamente “auto completando” o voto para o “13” de Fernando Haddad. O TRE-MG já desmentiu a veracidade das imagens.

Para Rosa Weber, é uma “total irresponsabilidade” a divulgação de informações falsas como essa. “Está havendo montagem de vídeos e de imagens que visam a desacreditar uma Justiça que está utilizando um sistema usado há mais de 20 anos sem qualquer caso comprovado de fraude”, finalizou.

Com informações de Estadão Conteúdo