Mesário é agredido em Tocantins após negar acesso a cabine de votação de eleitor sem documento

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2018 13h44
JONNE RORIZ/ESTADÃO CONTEÚDOMesário e agressor foram encaminhados para a sede da PF em Palmas

Na manhã deste domingo (28), um mesário foi agredido e teve as roupas rasgadas por um cidadão que desejava votar sem documentos na Escola Municipal Estevão de Castro, no Jardim Aureny III, em Palmas, no Tocantins. O mesário advertiu o cidadão e negou seu acesso a urna eletrônica.

O mesário teve a roupa rasgada e precisou acionar a segurança da escola. O Comitê de Segurança Institucional do TER-TO, Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, registrou a agressão. As identidades dos envolvidos não foram reveladas.

Ambos, mesário e agressor foram encaminhados para a sede da Policia Federal em Palmas. Os eleitores do Tocantins votam neste domingo apenas para o 2º turno da disputa presidencial, tendo reeleito Mauro Carlesse, do PHS no 1º turno com 57,39% dos votos válidos.

Não esqueça

Para votar é necessário apresentar título de eleitor e um documento com foto como, por exemplo, RG, Passaporte ou Carteira de Trabalho, CNH ou certificado de reservista. É possível, também, apresentar o “e-título” através do aplicativo homônimo. É importante levar documentos mesmo que na sua cidade já exista a identificação biométrica – nestes casos, o documento com foto pode ser o e-título. Cidadãos que não estiverem de posse de um dos documentos requeridos serão impedidos de votar.

*com informações de Estadão Conteúdo