Acadêmicos do Tatuapé encerra 1º dia de São Paulo homenageando a Beija-Flor

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2016 07h46
Acadêmicos do Tatuapé homenageia Beija-Flor de Nilópolis na AnhembiAcadêmicos do Tatuapé homenageia Beija-Flor de Nilópolis no Anhembi

A escola da zona leste de São Paulo foi a última a entrar no sambódromo do Anhembi, quase às 7h, já sob a luz do dia. O tema foi uma homenagem a outra escola, a Beija-Flor de Nilópolis, treze vezes campeã do Carnaval do Rio de Janeiro, com o samba “É ela, a Deusa da Passarela – Olha a Beija-Flor aí gente”. ASSISTA AO VÍDEO DOS MELHORES MOMENTOS AO FINAL DO TEXTO.

Grandes figuras, que fizeram a história da Beija-Flor, foram lembradas. A primeira foi Joãosinho Trinta, carnavalesco da escola entre 1976 e 1992, que foi representado por um boneco gigante, além de um sósia “de carne e osso”. Outro destaque foi Daniel Manzioni, primeiro “rei de bateria” do Brasil.

Uma das alas que chamou a atenção foi a dos mendigos, com foliões com roupas rasgas e com sujeira feita de maquiagem. Em outro setor, ratos e urubus gigantes marcaram presença para lembrar o enredo da escola carioca em 1989: “ratos e urubus, larguem minha fantasia”.

Na letra do contagiante samba da Acadêmicos, a inspiração na Beija-Flor foi exaltada: “Sua garra, luxo e esplendor/A energia da comunidade/Inspiração na Beija-flor. Em outro setor, a nostalgia ficou por conta do futebol, com a lembrança do enredo que falou sobre a Copa do Mundo de 1986.

Outro homenageado foi o rei Roberto Carlos, que estrelou o enredo da Beija-Flor campeão do Carnaval de 2015. O último carro da escola do Tatuapé entrou no Anhembi depois das 7h30 com grande estilo para encerrar o desfile.

Com o samba-enredo, a Acadêmicos do Tatuapé conquistou o coração dos que amam a Beija-Flor e conseguiu fazer uma boa apresentação para encerrar o primeiro dia de desfiles do grupo especial do Carnaval de São Paulo.

É ela, a Deusa da Passarela – Olha a Beija-flor aí gente!

É ela…

O orgulho do sambista

Um festival de prata em plena pista

Razão do meu cantar feliz

É ela… que traz São Jorge Padroeiro

Paixão do povo brasileiro

De fato nilopolitana

Sonhou com rei e conquistou

Iê Rê Rê na tradição nagô

Gingado que a realeza encantou

É hoje que eu vou mostrar meu valor

Deixa a chuva cair, e a bola rolar

Se a poeira subir, hoje eu vou festejar

Xepá de lá pra cá xepei

Vestiu azul e branco é rei

Araxá,

Paraíso encantado que me faz sonhar

Quanta emoção nos traz

Foram tantos carnavais

É hora de evocar ancestrais

É hora de ressoar o tambor, ôôô

Valeu João, foi o sonho de um beija flor

João valeu, na avenida brilha um sonho seu

E na magia de um sorriso e uma voz

A emoção está, em cada um de nós

Bate no peito, diz quem é… Tatuapé

Sua garra, luxo e esplendor

A energia da comunidade

Inspiração na Beija-flor