Acadêmicos do Tatuapé ouve comunidade e leva história da Mãe África para avenida

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2017 17h58
Acadêmicos do Tatuapé ouve pedido da comunidade e contará história da Mãe África - Divulgação

Vice-campeã do Carnaval 2016 de São Paulo, a Acadêmicos do Tatuapé aproveitou o bom momento com a comunidade para ouvir um pedido que havia sendo feito há tempos: um enredo africano.

Em entrevista à Jovem Pan, Fabio Campello, o carnavalesco responsável por levar a ideia para a avenida, falou sobre as inspirações e desfile emocionante que a Escola preparou.

Com o samba-enredo “Mãe África conta a sua história: do berço sagrado da humanidade à abençoada terra do grande Zimbabwe”, a escola vai mostrar a mãe África como figura materna. “Nossa proposta é que a vida surgiu ali na África e essa mãe vai contar sua história ao longo dos séculos”, falou Fabio.

“Vamos abrir o desfile apresentando a África primitiva do início da vida com uma escultura de 15 metros de uma mulher negra, grávida, que simboliza essa mãe”, adiantou. A segunda parte do desfile irá mostrar os reinos que nasceram na África, como Egito, Marrocos e Congo.

A fé e religião também serão levados para a avenida, em uma ala própria que será seguida pelas festividades africanas que influenciaram todo o mundo, principalmente o Brasil. Para encerrar a passagem pela avenida, a escola presta uma homenagem ao Zimbabwe e seu rico cenário natural.

Com o samba-enredo, a Acadêmicos do Tatuapé promete encantar pela emoção e pretende conquistar o título inédito de Campeã do Carnaval de São Paulo. A escola será a 4ª a passar pelo Anhembi na 1ª noite de desfiles, na sexta-feira (24).