Acadêmicos do Tucuruvi fará viagem histórica pelas festas religiosas do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 13/01/2016 13h42

Agremiação foi a sexta colocada no Carnaval de 2015

Divulgação Acadêmicos do Tucuruvi fará viagem histórica pelas festas religiosas do Brasil

Terceira escola a passar pelo Anhembi na segunda noite de desfiles, em 6 de fevereiro, pelo Grupo Especial de São Paulo, a Acadêmicos do Tucuruvi falará sobre as diferentes religiões cultuadas pelo Brasil afora.

“Nossa proposta é fazer uma homenagem às festas de fé do povo brasileiro, que chegaram com os nossos colonizadores e se miscigenou entre brancos, negros e índios. Vamos começar com os rituais de passagem de origem indígena, passando pela cultura africana, os três santos juninos (São Pedro, São João e Santo Antônio), a viagem pelos caminhos de peregrinação, Aparecida do Norte, uma visita a Padre Cícero, a procissão de Círio e Nazaré e, finalmente, o Natal da família, que homenageia o nascimento de Jesus”, disse Wagner Santos, em entrevista à Jovem Pan.

Há sete anos à frente da agremiação, o carnavalesco adiantou que os carros alegóricos virão ainda maiores e volumosos, além de alas coloridas, assim como a temática exige.

“Fazem parte das tradições festivas, não existe festa de fé sem fita, flores, vela, dança, comes e bebes, a prenda… Sem toda essa cor, essa alegria. As festas de fé realmente fazem parte da cultura do povo brasileiro e ela chegou para ficar, com certeza, vamos enaltece-la e cantá-la com muito prazer e satisfação, até mesmo para resgatar essa cultura que vem sendo esquecida”.

Com 40 anos de história, este resgate das tradições nacionais é a aposta dos integrantes para sonharem com a chegada do título inédito.

“Com a globalização, o crescimento e a popularização da internet tem feito com que as pessoas se esqueçam das suas tradições e comecem a valorizar coisas que pouco interessam. Informação é importante, mas preservar a nossa cultura é mais. A Acadêmicos do Tucuruvi vem festiva, alegre e acima de tudo com muita fé e esperança de um dia ser campeã do Carnaval de São Paulo”, completou.