Amber Heard pensou que iria morrer após briga com Depp, diz amigo

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2016 10h00
Johnny Depp e Amber Heard se desculpam com governo da Australia

O controverso fim do casamento entre Johnny Depp e Amber Heard não para de repercutir na imprensa americana. Nesta terça-feira, o site Pagesix conversou com um amigo da atriz, que revelou detalhes sobre a crise no relacionamento entre as estrelas – Heard acusa Depp de tê-la agredido sob efeito de drogas. 

De acordo com a fonte ouvida pelo site, as brigas entre o casal se tornaram cada vez mais comuns nos últimos tempos. O ator, segundo o amigo de Heard, já vinha agredindo a mulher “há algum tempo”. Três grandes brigas teriam acontecido de dezembro para cá. 

No último mês de 2015, por sinal, Heard teria “pensado que morreria” depois de uma “explosão” de Depp. “Ela só não o deixou mais cedo, porque, como com a maioria dos casos de violência doméstica, estas coisas começam pequenas – e a mulher acredita que o marido vai mudar. Eles choram e imploram, dizendo que cada agressão será a última”, afirmou a fonte próxima à atriz. 

Na noite do último domingo, a filha de Johnny Depp, Lily-Rose Depp, foi ao Instagram defender o pai das alegações de violência domésticaA modelo de 17 anos, fruto do casamento de Depp com Vanessa Paradis, postou uma foto em que o ator aparece a segurando ainda quando bebê. “Meu pai é a pessoa mais doce e amável que conheço”, escreveu. 

Para o amigo de Heard ouvido pelo Pagesix, porém, a postagem de Lily-Rose não passa de uma estratégia de Johnny para desqualificar as acusações de agressão – recentemente, a ex-mulher e alguns amigos do ator também foram à imprensa para defendê-lo. “É tudo tão claro… Ele está fazendo de tudo para tirar a credibilidade de Amber. E isso é chocante, porque há fotos e testemunhas que comprovam as agressões”, decretou.