Angélica e Luciano Huck têm alta no hospital; entenda o acidente

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2015 22h26

Angélica e Luciano Huck recebem alta no Hospital

Angélica e Luciano Huck recebem alta no Hospital

No último domingo, o casal de apresentadores Angélica e Luciano Huck, juntos desde 2004, sofreram um acidente de avião. Voltando do Pantanal, onde a apresentadora gravava seu programa ‘Estrelas’, o avião em que estavam os dois, mais os três filhos e as duas babás teve de fazer um pouso forçado, o que rendeu aos dois e ao Brasil um enorme susto.

Em direção a Campo Grande, o avião caiu e, após o acidente, a família toda foi levada para a Santa Casa no Mato Grosso para o atendimento de emergência. Após receberem alto no Hospital Albert Einstein, onde ficaram internados desde o domingo á noite, o casal deu entrevista ao Jornal Nacional, momento em que relataram como foi o momento do acidente.

“Foi um milagre, a gente encarou como um milagre, foi o renascimento da família toda. Para a gente agradecer”, começou o apresentador Luciano Huck. Apesar do susto, os filhos e as babás foram liberados rapidamente e, apesar de Luciano ter sofrido uma fissura em uma vértebra torácica e Angélica distendido três músculos pequenos que são ligados à bacia e o músculo da cervical, da nuca, não terão sequelas do acidente.

Ainda de acordo com o apresentador do ‘Caldeirão do Huck’, o que os alertou sobre o acidente iminente foi um dos motores, que estava apagado, o que ele percebeu por gostar de aviação. “Ele virou para mim, estava muito pálido. Eu falei ‘A gente vai pousar?’‘Não, a gente vai cair. Abaixa’. A gente abaixou”, lembrou Angélica.

A hora H

Angélica revelou à entrevista que não passou pela sua cabeça a possibilidade de terem saído tão bem quanto aconteceu: “Angélica: Passou na minha cabeça que a gente ia se machucar muito ou morrer. Passou na minha cabeça rápido que eu preferia, então, que a gente não se machucasse”, lembrou a apresentadora. “A lembrança que eu tenho é que como se a gente tivesse morrendo mesmo, um silêncio, algo estranho”.

Luciano, querendo proteger a família, revelou ainda que tentou ignorar a forte dor na coluna, para tentar ajudar aos filhos e Angélica. Eu estava com muita dor nas costas, mas eu sabia que não podia esmorecer porque eu sabia que tinha que resolver aquilo até estar todo mundo bem. A Angélica a gente sabia que era alguma coisa dentro porque ela chorava muito, ela não conseguia andar, se retorcia toda, ela estava muito nervosa e as crianças estavam bem”.

Um dia depois do acidente, Angélica desabafou que ainda não conseguiu dormir tranquilamente: “eu fecho o olho e fico vendo tudo de novo, fica passando como se eu tivesse assistido um filme”. Ainda de acordo com a apresentadora, parar de chorar também está difícil: “Eu choro quando vejo todo mundo, eu choro de felicidade, de desespero um pouco do que a gente viveu e quando recebo alguma mensagem de alguém que eu conheço ou não conheço. Eu choro porque é muito amor também”.

A caminho do hospital

Na entrevista, Luciano contou também que se sentiu parcialmente culpado pelo que aconteceu, apesar de todos terem saído bem: “Ontem, quando eu estava vindo na ambulância para cá, eu estava feliz. Bicho, do que a gente viveu aqui, está todo mundo vivo, nossos filhos estão bem. Não ia me perdoar jamais na vida se tivesse acontecido qualquer coisa com qualquer um dos meus familiares”, desabafou o apresentador.

Ainda sobre a chegada ao hospital, Huck contou que a Santa Casa foi excepcional, opis ninguém havia avisado ainsa sobre o acidente e, mesmo com o hospital lotado, todos foram prontamente atendidos. “Então, a gente parou o carro, desci com as crianças, a Angélica chorando e as pessoas olhando para a nossa cara, já foi estranho descer a família inteira, aí chegou, a gente caiu de avião, agora, faz 20 minutos. A Santa Casa foi muito carinhosa dentro do que eles podiam. O hospital estava lotado”, lembrou o apresentador.