Após morte de 48 pombos, Salgueiro é notificada por crime ambiental

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2016 18h23

Ensaio da Salgueiro acabou nada bem nesta quinta-feira

Ensaio da Salgueiro acabou nada bem nesta quinta-feira

Na noite desta quinta-feira (28), a Sagueiro sofreu com as consequências de uma ação mal planejada. No ensaio técnico da escola, eles decidiram soltar dezenas de pombos para voarem durante a passagem da escola ela Avenida, mas no meio de toda a poluição sonora do sambódromo as aves se desorientaram e caíram no chão. Depois, várias ainda foram pisoteadas pelos passistas ensaiando.

Como as pombas haviam sido criadas em cativeiro, apenas para serem soltas na passarela do samba, elas ainda tinham grandes chances de morrerem de fome caso conseguissem sair da Sapucaí morreriam de fome, por não saberem procurar comida.

Após o incidente, a ONG SOS Aves e Cia conseguiu recolher 68 aves, mas apenas 20 sobreviveram e seguem sob os cuidados da Organização.

Em entrevista à CBN, o presidente da ONG disse que a escola de samba será notificada pela lei ambiental 9.605, que prevê como crime o abandono de animais. “Infelizmente, o Salgueiro cometeu um crime ambiental em pleno sambódromo e na frente de todo mundo”, disse.

Assista abaixo ao momneto da soltura dos pombos: