Felipe Prior é acusado de estupro consumado e tentativa por três mulheres, diz revista

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2020 13h35
Reprodução/InstagramPrior foi eliminado do BBB 20 em Paredão histórico que registrou mais de 1,5 bilhão de votos

O ex-BBB Felipe Prior, eliminado nesta semana em votação histórica, é acusado de estuprar duas mulheres, além de tentar forçar sexo com outra, segundo documentos obtidos pela revista Marie Claire.

Em reportagem publicada nesta sexta-feira (3), a revista traz detalhes das três acusações, todas de jovens universitárias que teriam sido sexualmente agredidas por Prior entre 2014 e 2018. Todos os casos aconteceram em jogos universitários que reúnem estudantes de Arquitetura e Urbanismo do estado de São Paulo, o InterFAU.

O primeiro caso, de 2014, foi o mais violento, segundo a vítima identificada pelo pseudônimo de Themis, hoje com 27 anos. Segundo seu relato, Prior a arrastou para o banco de trás de um carro e, mesmo com ela se negando a transar, ele forçou penetração até perceber que a jovem sangrava. Quando ela começou a chorar, Prior desistiu de continuar o ato e a deixou em casa.

Themis foi ao médico, que constatou um corte em seu lábio vaginal esquerdo. Em março deste ano, após ver Felipe Prior no BBB 20, ela procurou advogados pra dar início à investigação criminal na Justiça e neste processo consta mais duas acusações de vítimas encontradas nas redes sociais por Themis.

Também no InterFAU, em 2016, Freya, pseudônimo da estudante hoje com 24 anos, conta que Prior tentou forçar sexo com ela dentro de uma barraca, apesar das negativas dela. Ela conseguiu se desvencilhar dele e fugir.

Dois anos depois, em 2018, Prior novamente teria atacado uma jovem universitária dentro de uma barraca. Apesar de ter concordando com a relação sexual, Ísis, de 23 anos, pediu para o ex-BBB parar o ato quando se ele tornou agressivo e passou a machucá-la. Após se negar a interromper o sexo, Prior passou a agredi-la com tapas no rosto e corpo.

Ainda segundo a reportagem da Marie Claire, a organização da InterFAU, após relatos de casos semelhantes chegarem ao seu conhecimento, proibiu o acesso de Prior ao ambiente dos jogos universitários. Os representantes do ex-BBB negaram as acusações e Prior não se manifestou diretamente à revista.