Beckham no topo! “People” elege os homens mais sexy do mundo desde 1985; relembre

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2015 18h28

A"People" elege o homem mais sexy do mundo há 30 anos

JFK Jr

Desde 1985, a revista americana People elege anualmente o homem mais sexy do mundo, atiçando muitos corações apaixonados pelos astros mais quentes do momento. Nesta quarta-feira (18), a publicação revelou a versão 2015, que traz David Beckham na primeira posição. 

A Jovem Pan relembrou todos os musos que balançaram os corações de gerações a fio. Confira: 

Na primeira, o sortudo foi o ator Mel Gibson que, na época, estrelava o terceiro filme da franquia “Mad Max”, que ganhou um remake agora em 2015. Em 1985, ele era casado com a atriz Robyn More e, desde 2009, está solteiro e na pista para negócio.

Para quem curtiu o filme “Sexta-feira Muito Louca” em 2003, vale destacar quem foi o segundo eleito pela revista, em 1986: Mark Harmon. No longa, ele fez o namorado da mãe de Anna Coleman (Lindsay Lohan), o Ryan. No ano seguinte, o astro da série “Veronica Mars”, Harry Hamlin, foi o escolhido.

Em 1988, John F. Kennedy Jr. foi o primeiro a ser capa da edição especial sem ser do ramo do cinema (o que só se repetiu em 2013, com Adam Levine). Advogado, jornalista e editor estadunidense, ele era filho de John F. Kennedy, presidente dos Estados Unidos no começo da década de 1960, até ser assassinado em 1963. No ano seguinte (1964), Sean Connery estrelou seu primeiro de seis filmes como o agente secreto mais famoso e sexy do mundo, James Bond, estampando a capa de “People” especial em 1989.

No ano em que estrelou o filme “Dias de Trovão”, 1990, Tom Cruise foi o eleito como o homem mais sexy do mundo. Quatro anos antes, ele surpreendeu o mundo em “Top Gun” e, não só na carreira como também nos dotes físicos, o sucesso veio rápido. No ano seguinte (1991), foi a vez de Patrick Swayze, o protagonista Sam Wheat no clássico “Ghost”.

Aos 52 anos, quem estampou a capa da 8ª edição especial da People foi o ator Nick Nolte, conhecido principalmente por seus papéis nos filmes “Cabo do Medo” (em que contracenou com Robert De Niro), “Paris, Eu Te Amo” e “As Crônicas de Spiderwick”.

Em 1993 (e também, mais tarde, em 2000), o escolhido foi Brad Pitt, que dispensa grandes apresentações. Em seguida, a revista elegeu Denzel Washington e George Clooney, que voltaria a aparecer em 2006.

Antes disso, longas como ao seis primeiros episódios da franquia “Star Wars” e dois como o herói Indiana Jones renderam o título de 1996 para Harrison Ford. Seguido por Richard Gere, aquele que derrete corações há mais de vinte anos com filmes como “Uma Linda Mulher” e, mais tarde, pela segunda aparição do marido de Angelina Jolie (que na época ainda era casado com Jennifer Aniston)

Em 2001, chegou a vez de Pierce Brosnan, segundo James Bond a ganhar a honraria. Em 2002, foi a vez de Ben Affleck que, na época, não tinha nem Jennifer Garner e muito menos a polêmica babá. No ano seguinte, Johnny Depp foi eleito pela primeira vez, seguido por Jude Law e Matthew McConaughney.

Já em 2006, quem ficou com a responsabilidade de representar a beleza masculina foi Matt Damon, atualmente em cartaz com o filme “Perdido em Marte”. Em seguida, o eterno Wolverine ou, para os íntimos, Hugh Jackman, fez um olhar de bom moço ao posar para a capa, que teve como próximo homem mais sexy do mundo o bicampeão Johnny Depp, mundialmente conhecido pelo personagem Jack Sparrow.

A People saiu do capitão malandro da franquia “Piratas do Caribe” para o ator que interpretaria dois anos mais tarde o herói Lanterna Verde, Ryan Reynolds. Em 2010, o campeão foi Bradley Cooper, que tinha acabado de estrelar o primeiro dos três filmes “Se Beber Não Case”.

Quanto aos três últimos, a melhor chance de não causar um alvoroço e dizer todos de uma só vez: Channing Tatum (aquele mesmo que estrela “Magic Mike”), Adam Levine (que faz até meninas com menos de cinco anos chorarem por ele) e Chris Hemsworth (o Thor, dos “Vingadores”. O vocalista do Maroon 5 foi o único músico a ser eleito como o homem mais sexy do mundo pela “People”.