Bombou ou flopou? 14 filmes que agitaram o ano de 2016 nos cinemas

  • Por Adriano Sarafim/Jovem Pan
  • 15/12/2016 21h36
Divulgação/Montagem Bombou ou flopou? 14 filmes que agitaram o ano de 2016 nos cinemas

Os cinemas do Brasil e de todo o mundo foram dominados novamente pelo hype das produções baseadas em histórias em quadrinhos, mas nem todas elas agradaram. Além disso, 2016 também trouxe diversas estreias de longas que mandaram bem no Oscar do início do ano, como também candidatos que podem levar muitas estatuetas na edição de 2017.

O Jovem Pan Online separou 14 longas que chamaram a atenção nesse ano que está chegando ao seu fim e julgou qual deles serão lembrados com carinho e qual deles você vai pensar duas vezes em assistir na televisão.

Confira a lista abaixo:

Capitão América – Guerra Civil (Bombou)

O filme teve um grande sucesso comercial e conseguiu criar uma trama envolvente, apesar de contar com um vilão fraco. A batalha entre o time liderado por Steve Rogers e o outro comandado pelo Homem de Ferro fez os fãs do arco das HQ’s da Marvel escorrerem aquela lágrima pelo canto do olho. E ainda mais, tivemos o Homem-Aranha.

Batman vs Superman – A Origem da Justiça (Flopou)

Imaginem reunir dois dos maiores heróis de todos os tempos no mesmo filme? Não dava para pensar que algo ruim sairia dali, não é mesmo? Mas não foi o caso da superprodução da Warner Bros. Batman vs Superman trouxe um clima mais sério à produção da DC, indo contrário ao que a rival Marvel apresenta. Com uma trama fraca, muitos fãs se decepcionaram com o produto final.

O Regresso (Bombou)

O filme que deu o Oscar a Leonardo de Caprio estreou apenas esse ano no Brasil e mostrou ao que veio. Apesar de longo, a jornada por vingança e sobrevivência do protagonista cativou a todos que assistiram ao longa. Oscar merecido para o ator, o primeiro de sua carreira.

X-Men: Apocalipse (Flopou)

Parece que o filme sem Wolverine não consegue manter a mesma força. A crítica especializada não se empolgou com a equipe de mutantes liderada por Mística (Jennifer Lawrence) e nem com o vilão Apocalipse (Oscar Isaac). O público parece ter sentido o baque e também não demonstrou muito interesse pelo novo filme da Fox.

A Bruxa (Flopou)

Muito se falou sobre “A Bruxa”, filme que estava sendo tratado como o mais assustador desde “O Exorcista”. O que se viu nas telonas foram apenas momentos de tensão e praticamente nada que assustasse nem a mais medrosa das crianças.

Deadpool (Bombou)

O filme criou uma grande expectativa muito pela insistência de Ryan Reynolds em levar uma versão para maiores do herói falastrão aos cinemas e o resultado disso agradou crítica e fãs. Com muita ação e humor sagaz, Deadpool foi uma das boas surpresas do ano e provou que é possível fazer algo atrativo e rentável para maiores de idade. Esquadrão Suicida (Flopou) Outro filme da DC que empolgou demais pelos trailers, mas na hora do vamos ver, decepcionou. A impressão que ficou é que os produtores não souberam para onde levar a trama e acabaram criando uma história fraca e genérica, focando muito na relação entre Alerquina e o Coringa. O vilão do Batman, por sinal, recebeu diversas críticas dos fãs e Jared Leto afirmou que o corte final do longa não foi bom.

Procurando Dory (Bombou)

A continuação de “Procurando Nemo” repetiu a fórmula de seu antecessor e colocou Dory como protagonista desta vez. A Pixar conseguiu tirar sorrisos e lágrimas de seus antigos fãs e da nova geração, que acompanhou o segundo longa 13 anos após o lançamento do primeiro.

Esquadrão Suicida (Flopou)

Outro filme da DC que empolgou demais pelos trailers, mas na hora do vamos ver, decepcionou. A impressão que ficou é que os produtores não souberam para onde levar a trama e acabaram criando uma história fraca e genérica, focando muito na relação entre Alerquina e o Coringa. O vilão do Batman, por sinal, recebeu diversas críticas dos fãs e Jared Leto afirmou que o corte final do longa não foi bom.

Orgulho, Preconceito e Zumbis (Flopou)

O filme baseado na obra de Jane Austin e Seth Grahame-Smith parece que não teve o investimento necessário para passar de um filme escrachado sobre mortos vivos. Com efeitos especiais bem ruins, o longa não conseguiu emplacar e flopou aos olhos da mídia e do público.

 

Animais Fantásticos e Onde Habitam (Bombou)

A nova aventura baseada no universo mágico de Harry Potter acertou em cheio com a história de Newt Scamander, que viaja pelo mundo pesquisando sobre animais mágicos para poder escrever o seu livro, que mais tarde se torna material escolar de Hogwarts. David Yates e J.K. Rowling conseguiram manter a qualidade dos longas do bruxinho.

 

Snowden (Flopou)

A cinebiografia de Oliver Stone sobre o mais famoso delator dos últimos anos até que não é um filme ruim, mas decepcionou no quesito arrecadação, deixando um prejuízo milionário de quase US$ 6 milhões.

 

Doutor Estranho (Bombou)

A Marvel apresentou mais um de seus super-heróis, dessa vez focando nas artes místicas. Com Benedict Cumberbatch no papel de Stephen Strange, Doutor Estranho conseguiu cativar os fãs do Mago Supremo e também quem não sabia de sua existência.

Um Estado de Liberdade (Flopou)

Mais um filme que entra no mesmo caso de Snowden. Nem a presença do vencedor do Oscar Matthew McConaughey conseguiu salvar o longa nas bilheterias, que deixou um grande prejuízo para o estúdio.

Rogue One: Uma História Star Wars (Bombou)

Ninguém sabia o que esperar do primeiro spin-off de Star Wars, mas Rogue One não decepcionou e nos entregou um ótimo material, mesmo sem os queridos Jedi. A equipe de Rebeldes liderados pela atriz Felicity Jones conseguiu cativar muitos fãs e já conseguiu muito dinheiro de bilheteria só com a venda de entradas para a estreia.