Carnaval de SP terá quatro escolas ligadas a torcidas organizadas em 2018

  • Por Jovem Pan
  • 01/03/2017 10h25
SP - CARNAVAL 2017/ESCOLA DE SAMBA X-9/COMEMORAÇÃO/ACESSO/SP - GERAL - Comemoração da Escola de Samba X-9 Paulistana, do Grupo de Acesso, levando o título de campeã do Carnaval 2017 no Sambódromo do Anhembi, zona norte da cidade de São Paulo, nesta terça feira (28). A agremiação volta ao grupo de elite do carnaval paulistano em 2018. 28/02/2017 - Foto: ALICE VERGUEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo X-9 Paulistana vence Carnaval no grupo de acesso - ae

X-9 Paulistana e Independente Tricolor sobem do grupo de acesso e elite do Carnaval de São Paulo terá quatro escolas de torcida organizada em 2018.

A apuração da segunda divisão foi tão emocionante quanto à do grupo especial.

O desempenho no último quesito desempatou a disputa entre a Independente e a Colorado do Brás, que ficou em terceiro.

Já a X-9 liderou durante toda a apuração e comemorou o retorno à primeira divisão.

O presidente Edson André dos Santos destacou a volta por cima da escola da zona norte. “Nosso carnaval maravilhoso em 2016 e nós caímos por acidente ou incidente. Mas este ano trabalhamos muito o coletivo da escola e hoje está o resultado aí”, disse.

A X-9, que foi rebaixada no ano passado após dois carros apresentarem problemas, já foi campeã do carnaval de São Paulo em 1997 e 2000.

Já a Tricolor Independente vai estrear no grupo especial e a primeira divisão terá quatro escolas de torcidas organizadas em 2018.

A escola são-paulina vai se juntar à coirmã Dragões da Real, à corintiana Gaviões da Fiel e à palmeirense Mancha Verde.

O presidente da Independente Alessandro Oliveira, o Batata, considerou o acesso uma conquista às escolas ligadas a torcidas: “a gente superou todo o constrangimento, as pessoas que não acreditavam na Independente e sempre nos julgaram como torcida organizada. E hoje mostramos que a gente é oriunda de torcida, mas a gente faz samba e a gente tem amor à nossa entidade”.

Batata ressaltou que a rivalidade entre as organizadas no carnaval é sadia e vai enriquecer o espetáculo.

A escola Estrela do Terceiro Milênio, do Grajaú, ficou em último do grupo de acesso e vai disputar no ano que vem o grupo 1 da UESP.

*Informações do repórter Victor LaRegina