Carnaval de SP trocará todos os julgadores; Liga investiu R$1 milhão em capacitação

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2017 18h24
Votação do Carnaval de São Paulo terá mudanças

Com investimento de um milhão de reais, a Liga das Escolas de Samba anunciou a modificação de todos os julgadores do Carnaval de São Paulo. O valor se justifica para evitar confusão como a do ano passado, em que não houve atribuição das notas para duas escolas: Dragões da Real e Império de Casa Verde.

O presidente da Liga, Paulo Sérgio Ferreira, o Serginho, explicou à repórter Cris Santos, da Jovem Pan, que as mudanças foram feitas em comum acordo com as agremiações. “As escolas fizeram uma avaliação e optaram por mudar 100% dos julgadores. São qualificados, de alto nível, com grandes currículos”, afirmou.

As cédulas também sofreram alterações: “nós aumentamos o espaçamento de nota e deixamos visível com algumas anotações para que realmente o julgador não passe desatento nesse momento tão importante para uma escola de samba”.

Os gastos acabaram ficando em segundo plano, para que, de acordo com ele, “capacitar os jurados da melhor maneira possível”. E, mexendo no bolso, o jurado que esquecer de dar a nota vai ser punido, pode deixar de receber o cachê, no valor de 3600 reais para julgar os três dias de Carnaval e até ter de ressarcir a liga.

Crise

Serginho não acredita que será um Carvaval “pobrinho” devido à crise. “Acho que independente dela quando há uma disputa os presidentes (das escolas) se superam porque ninguém quer ficar para trás. O resultado foi positivo. Tenho certeza que vai ser um carnaval disputadíssimo”.