Clint Eastwood salva um homem de morrer asfixiado na Califórnia

  • Por Agencia EFE
  • 07/02/2014 22h02

Los Angeles (EUA), 7 fev (EFE).- O veterano ator e diretor Clint Eastwood se transformou em herói na vida real na quarta-feira passada ao evitar a morte por asfixia do executivo-chefe do torneio de golfe californiano de Pebble Beach, Steve John, informou nesta sexta-feira o jornal “The Carmel Pine Cone”.

Eastwood, de 83 anos, participava do jantar em homenagem aos voluntários do torneio quando se deu conta que o anfitrião tinha o “olhar de pânico que tem as pessoas quando veem passar a vida diante de seus olhos”, explicou o protagonista de “Os Imperdoáveis”.

John havia se engasgado com um pedaço de queijo e não podia respirar. O ator lhe aplicou então a manobra de Heimlich, que consiste em abraçar a pessoa por atrás e pressioná-la sob o esterno, para que expulsasse o elemento que bloqueava a entrada de ar em seus pulmões.

“Clint salvou minha vida”, assegurou John a essa publicação da cidade onde vive Eastwood, ao sul de San Francisco.

“Estávamos falando, um pedaço de queijo entrou em minha boca e de repente não podia respirar”, contou.

“Clint se colocou atrás de mim, sabia exatamente o que tinha que fazer. Fez a manobra de Heimlich e me levantou do chão. É forte! E o queijo saiu”, acrescentou.

O ator reconheceu posteriormente que era a primeira vez que usava essa técnica com alguém, embora já a tivesse praticado.

O evento aconteceu perto de Carmel, município do qual Eastwood foi prefeito entre 1986 e 1988. EFE