Com atraso e chuva, Império Serrano empolga com Gonzaguinha na Sapucaí

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2019 23h32 - Atualizado em 04/03/2019 05h34
Estadão ConteúdoA rainha de bateria Quitéria Chaga iluminou o desfile da Império Serrano

A primeira escola a desfilar na Sapucaí neste domingo (3) foi a Império Serrano, que enfrentou muita chuva para levar o seu enredo para a avenida.

Prevista para entrar no sambódromo às 21h15, a forte chuva no Rio de Janeiro atrasou em 45 minutos o início dos desfiles do Grupo Especial, e a Império começou seu cortejo às 22h.

Inspirada na música de Gonzaguinha, o enredo da escola “O que é, o que é?” fez uma reflexão sobre a vida durante 1h13 de desfile.

Os destaques ficaram para a comissão de frente, que representou o nascimento de Jesus Cristo rodeado por moradores de rua. Já o casal de mestre-sala e porta-bandeira se apresentou a quatro metros de altura, em cima de uma plataforma.

Quitéria Chagas foi a rainha de bateria, que veio toda camuflada com estampas militares, ressaltando que a vida também pode ser guerra.

Nas últimas alas, o carnavalesco Paulo Menezes homenageou Dona Ivone Lara, sambista que morreu no ano passado.