Com enredo “Acredite se Puder”, Dragões da Real traz Tomé, menino que aprende a acreditar

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2015 14h17
Cris Santos / Jovem Pan Flávio Campello fala sobre enredo da Dragões da Real

Quinta colocada no Carnaval 2014, a Dragões da Real mostrará neste ano um enredo abstrato. Tendo como fio condutor Tomé, um menino de 14 anos que tem a mesma idade da escola, o enredo “Acredite se puder” fala sobre a fé.

Um dos integrantes da Comissão de Carnaval, Flávio Campello, explica esta ideia: “A Dragões da Real está levando para a avenida a mensagem de que a gente pode quando a gente acredita. A escola fala de superação, de fé, coisas inacreditáveis, de tudo aquilo que o ser humano é capaz de acreditar ou duvidar”.

Ele conta que o enreso é dividido em cinco setores. O primeiro é a biblioteca, o templo do saber, local onde a pessoa se depara com os primeiros questionamentos. “O setor está inspirado em filmes como Harry Potter, que tem uma biblioteca totalmente mágica”, adianta. O segundo setor é a floresta encantada. O terceiro é das civilizações. O quarto é a cidade do futuro que Tomé imagina. “E o último setor é a mensagem do título, que a gente pode alcançar”, diz.

A Dragões da Real será a quarta escola a passar pelo Anhembi na primeira noite de desfiles de carnaval de São Paulo. E terá à frente de sua bateria a bela Simone Sampaio e a estreante na escola, Tânia Oliveira.