Com enredo original, União da Ilha ironiza busca pela beleza a qualquer custo

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2015 02h31

União da Ilha critica ditadura da beleza

União da Ilha critica ditadura da beleza

Quarta escola a desfilar no último dia de Carnaval no Rio de Janeiro, a União da Ilha trouxe para a Sapucaí o enredo “Beleza Pura?”, que ironiza o culto atual da sociedade à beleza e ao corpo definido a qualquer custo.

A bateria da agremiação representa as feras, enquanto que a Rainha de Bateria Bruna Bruno é a Bela, uma alusão à história da ‘Bela e a Fera’.

Um dos casais de mestre-sala e porta-bandeira desfilou com fantasias de Shrek e Fiona, mais uma referência à beleza que muitas vezes é contestada.

O carro abre-alas da escola tratou da beleza da natureza, trazendo um jardim, e um dos outros carros da União da Ilha tratou da inspiração às belas artes e do mito de Narciso.

Entre os destaques da União da Ilha estão a musa Dani Sperle, conhecida por usar tapa-sexo minúsculo, a ex-dançarina do Faustão Carla Prata e a atriz Juliana Paiva.

Fundada em 1953, a agremiação busca seu primeiro título no Grupo Especial e já soma duas conquistas na segunda divisão do Carnaval do Rio, em 1974 e 2009.

Confira o samba-enredo da União da Ilha:

Floresceu… desabrochou uma explosão de cor

Bem-vinda oh mão natureza

Transformando, esbanjando formosura, é beleza pura

Vem no tempo vai no vento, quem vai julgar

O povo sempre deu um jeito de se enfeitar

Cada um é tão bonito quanto possa imaginar

Sou sambista, minha arte é universal

O que importa é estar na moda, na avenida principal

Me visto de ilusão, transbordo de emoção sou

Chique estou no Carnaval

 

Lá vem ela toda prosa, gostosa fiu, fiu

A beleza tá no seu interior, nos olhos de quem vê

No verdadeiro amor

 

Diga espelho meu no swing dessas feras

Tem mais bela do que eu? Ele respondeu:

No reino encantado, quem nasce pra brilhar, jamais se apagará

Mamãe tô forte e tenho sorte

Meu charme é passaporte para ser superstar

Eu tô na tela da tv sou a cara da riqueza

Tiro foto de mim mesmo eu só quero aparecer

Vim sem nada pra vida, nada vou poder levar

O meu destino diz, que eu serei feliz

 

A Ilha chegou, a festa começou

O show é da comunidade

Sem desmerecer ninguém, sou a mais linda

Encantando a cidade